dd

O BRASIL SURREALISTA

CÁSSIO GUILHERME

Algumas situações que acontecem no cenário político-social brasileiro merecem ser destacadas e classificadas como surrealistas: a mistura do real com o virtual e paradoxal. Por exemplo, vamos analisar o fato de alguns segmentos da Igreja se auto-intitularem Marxistas-cristãos. Esse termo esdrúxulo foi cunhado aqui no Brasil com o intuito de tornar co-irmãs as ideologias ateístas marxistas e doutrinárias cristãs. Quando alguém diz sou um “ marxista-cristão” é como se alguém afirmasse: “ rezo para o Diabo-Deus”, ou ainda, “ aquela pessoa está morta-viva”, ou “ meu time preferido é o Flamengo-Corinthians”. Somente no Brasil vamos conseguir essa proeza de sincretismo entre o credo e o anti-credo. Aqui um indivíduo pode ser ao mesmo tempo ateu( base da ideologia marxista) e cristão ( crente no cristianismo). Esse fato mostra novamente a falta de escrúpulos da esquerda marxista no Brasil, com sua infiltração sórdida em todos os segmentos da sociedade, inclusive na Igreja Católica. Uma capacidade espantosa de se adaptar a todas as realidades onde espalha seus tentáculos demoníacos.

Outro fato interessante a princípio é a promiscuidade entre a burguesia endinheirada brasileira e os representantes do proletariado, ditos socialistas. Observem que vários nomes conhecidos da alta-burguesia são candidatos a cargos políticos concorrendo por partidos ditos de esquerda socialistas. A ex-prefeita de São Paulo, uma das mulheres mais ricas do país, posava de representante da classe trabalhadora e ao mesmo tempo freqüentava festas ornamentando colares de pérolas legítimas. E quando alguém tentava criticar esse paradoxo, ela dizia: “É perseguição das Elites”. Também a Direita brasileira, ou pelo menos aquilo que consideramos direita, não perde em termos de exercício do absurdo. Correntes filosóficas do puro oportunismo como PFL, PTB, PP são classificadas de Direita, quando na verdade pregam apenas a ideologia do fisiologismo. E mais uma vez o Brasil é um país ininteligível politicamente, pois é o único país do mundo onde partidos liberais como PSDB, PL e PMDB são compostos em sua grande maioria de ex-comunistas e defensores ferrenhos da economia planificada ( sabemos que essa defesa do comunismo é uma farsa, visto que os comunistas são os burgueses travestidos de revolucionários). Mais uma vez fica comprovada a tese de que coerência não é o forte da política brasileira.

E para finalizar esse contexto surrealista da sociedade brasileira, vamos analisar o caso da dita “ Grande Solidariedade do Povo Brasileiro”. Realmente, nos momentos difíceis de tragédias e catástrofes, o povo se organiza para doar alimentos e dinheiro para essas “causas humanitárias”. Tão logo passa esse período de comoção, todo mundo volta a explorar sua empregada doméstica pagando salários de miséria, a roubar escandalosamente os cofres públicos, a destruir a ecologia, a condenar os jovens ao desemprego, a cuspir na cara de mendigos. È a típica solidariedade hipócrita, que ao invés de tentar resolver os problemas sérios da Nação se preocupa apenas em mascará-los ao máximo, mantendo-os o mais longe possível. E fica então a triste constatação: “ NO BRASIL OS RICOS TÊM DOIS OBJETIVOS CLAROS. FICAREM CADA VEZ MAIS RICOS E AO MESMO TEMPO FAZER COM QUE OS POBRES FIQUEM CADA VEZ MAIS POBRES”. Casos adequados para pinturas de um Salvador Dali.