dd
 

A GORJETA DO GARÇOM

 CÁSSIO GUILHERME, Presidente do Movimento Integralista e Linearista Brasileiro MIL-B

              Nessas últimas semanas de 2006 a Nação se viu indignada com o aumento salarial dos Congressistas, um aumento de 91%, quando a inflação anual medida pelo IPC-FIPE não passou de 5%. Vamos fazer uma análise matemática dos dados, pois como todos sabem, a matemática é a única ciência que independe totalmente da opinião humanista ou da observação de dados empíricos científicos. Os números não mentem jamais, e vão nos ajudar a compreender o absurdo que vive nosso país.

              Pois bem, com esse aumento, o salário de um deputado e de um senador seria comparável ao salário dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, algo em torno de R$ 24500,00. Isso sem contar as verbas de gabinete, de auxílio moradia, de passagens aéreas, de gastos postais, o que no total somaria R$ 105.000,00 mensais. Lembrando que o novo salário mínimo para o final de 2006( a ser pago em abril de 2007) está cotado em R$ 380,00, teríamos que um trabalhador assalariado ganha 3,6 partes em 1000 do que ganha um congressista atualmente. Ou, para brincar com os números, um trabalhador assalariado levaria 23 anos e 2 meses aproximadamente para juntar a quantia paga a um congressista em 1 mês. Do ponto de vista sociológico, o trabalho de um Congressista tem 276,3 vezes mais valor( ou grau de complexidade) do que o trabalho do assalariado brasileiro. Ou seja, ficar debatendo leis no Congresso, com o ar condicionado ligado, tem 276,3 vezes mais valor do que ficar quebrando pedra 8 horas por dia no sol, ou cortando cana com o facão na mão 12 horas por dia, ou limpando a casa 8 horas por dia de uma patroa enfezada. Só para comparações algébricas, o salário de um congressista há 30 anos, em plena ditadura militar, era 32 vezes maior do que o assalariado, e na década de 30, 15 vezes maior.

              Pois bem, para aqueles que estão indignados com a situação, quase vociferando de raiva e tomando Maracugina ou suco de maracujá para se acalmar, vamos colocar um pouco mais de lenha numérica na fogueira matemática. O gasto anual com 560 deputados seria mensalmente de 58,8 milhões de reais, e se somássemos o salário dos assessores e Ministros do Supremo teríamos algo em torno de 100 milhões de reais mensais de gastos, ou 1,2 bilhões anuais. O orçamento da educação para 2007 não ultrapassa 100 milhões, da saúde não ultrapassa 400 milhões e das Forças Armadas não ultrapassa 350 milhões anuais( Gastos de investimentos). Agora o mais interessante. Vamos nos lembrar do PROER, o programa de ajuda às Casas Bancárias, do senhor Fernando Henrique Cardoso, que deu 2 bilhões de reais aos banqueiros para “ suportarem a crise”. Vamos nos lembrar da entrega da Compania Vale do Rio Doce ao grupo do senhor Benjamin Steinbruch por 54 milhões, quando estava avaliada em 4 bilhões de reais e mais 1 trilhão de reais em reservas. E por fim, vamos nos lembrar dos juros pagos nos últimos 20 anos pelo Brasil aos banqueiros internacionais( pagos pelos senhores Sarney, Collor, FHC e Lula, sem reclamação), algo em torno de 6 trilhões de reais em ativos e pagamento de divisas. Pois bem, mais uma vez, esses três episódios; vamos chamá-los de ORGIA DO SATÃ( PROER, VALE DO RIO DOCE E JUROS); somam em torno de 8 trilhões de reais. Vejam que coisa mais estranha: os políticos, com seu salário monumental e com toda sua voracidade por dinheiro público, levariam algo em torno de 8000 anos para se igualarem ao rombo promovido pela “ ORGIA DO SATÃ.

              Finalizando, podemos dizer que o povo brasileiro está indignado, revoltado, a Sociedade está se mobilizando contra esse aumento dos políticos. Mas e contra o episódio da ORGIA DO SATÃ( PROER, VALE DO RIO DOCE E JUROS) alguém vai se mobilizar?? Perto dessa ORGIA DO SATÃ o aumento dos políticos e todos os seus gastos não passariam de uma GORJETA DE GARÇOM, e muito sovina por sinal.

DADOS NUMÉRICOS PARA COMPARAÇÃO:

1 dólar vale 2,16 reais
1 euro vale 2,85 reais
1 libra vale 4,24 reais
1 grama de ouro vale 44 reais
1 ação da Vale vale 50 reais
1 computador completo vale 1200 reais
1 carro zero modelo simples vale 20000 reais
1 cesta básica custa 138 reais
De 1995 a 2005 o desemprego no Brasil aumentou 52%
De 1995 a 2005 a renda do trabalhador diminuiu 12,7%

A arrecadação de impostos em 2006 foi a maior da História
do Brasil, somando R$ 412 bilhões de reais, ou aproximadamente US$ 202 bilhões de dólares.
Em 5 anos, os gastos com o Congresso Nacional aumentaram 102%.

8 trilhões de reais dariam para construir 400 milhões de Casas Populares, ou solucionar em 10 vezes o problema habitacional do Brasil. Seriam suficientes para construir 200.000 hospitais moderníssimos com infra-estrutura completa. Seriam suficiente para construir quase 1000 Usinas Hidrelétricas de Itaipu e solucionar o problemas de energia brasileiro por 100 anos.

1 tonelada de ouro vale em 2006, 44 milhões de reais. De 1980 a 1990, dados do Departamento Nacional de Produção Mineral estimam que a Mina de Serra Pelada ( 150 Km de Marabá) extraiu 41 toneladas de ouro. Ou seja, o dinheiro da ORGIA DO SATÃ daria para comprar 181000 toneladas de ouro, ou seja, 4113 vezes todo o ouro extraído de Serra Pelada ( que por sinal, atualmente, está sob concessão da CVRD).