dd

O GATO DE SCHRÖDINGER:

 

CÁSSIO GUILHERME, PRESIDENTE DO MOVIMENTO INTEGRALISTA E LINEARISTA BRASILEIRO, MESTRE EM FÍSICA, FILÓSOFO, FUNDADOR DO LINEARISMO

 

                   Já deixamos bem claro que no trabalho de formação doutrinária do Integralismo Linear o Relativismo de opiniões e a Dogmática de princípios devem ser abominados e evitados. O Relativismo, que leva a múltiplas interpretações de um mesmo fenômeno social, filosófico, político e até físico-matemático, é uma aberração da racionalidade humana, que procura relativizar tudo para que a confusão de interpretações gere a desordem moral e espiritual dos povos e das Nações. A grandiosa base espiritual do Integralismo nos alerta sobre esse perigo de se “ relativizar” os acontecimentos; senão vejamos o trecho do livro A Doutrina do Sigma, do Chefe Nacional Plínio Salgado, página 21: “ ...Vivemos hoje uma época de síntese. Quando as ciências se encontram todas no recesso dos átomos, quase se confundindo a química com a astronomia, a velha verdade de Aristóteles surge do fundo da misteriosa harmonia da gravitação dos íons, mostrando-nos em todas as expressões do Universo a diferenciação, na unidade...”. Esse trecho é gigantesco do ponto de vista da Doutrina Integralista, não só por que o Chefe Integralista antecipa uma visão científica da realidade humana, mas por que o Chefe Integralista, com toda sua genialidade e auto-conhecimento, justifica, através da própria Ciência, uma concepção espiritualista da existência. O Linearismo, como complemento a essa visão do Chefe Integralista, busca justamente justificar essa fusão de Ciência e Fé, Matéria e Espírito, completando essa previsão fantástica do Chefe.

                   Por que abominar o Relativismo?? Quando um determinado fato passa a ser valorado por sua interpretação, esse fato não mais se justifica por si só, mas depende da opinião de quem o conhece. Vejamos o caso da Bíblia Sagrada; imaginem se cada pessoa que lê a Bíblia a interpretasse de um jeito, qual a verdade contida no texto, principalmente na palavra do Cristo, que é auto-interpretativa?? Nosso Universo não se sustenta se existir Relativismo em tudo. A Gravidade não depende de quem acredite ou não nela, e nem se as pessoas a interpretam; ela existe da forma como é ( ontologia de Hegel). É claro que as pessoas podem duvidar dela, é um direito de todos, mas basta subir ao 20° andar de um prédio e se atirar que vai concluir que ela existe de fato. A Ciência e  principalmente a Matemática apontam nessa direção de que o Humanismo não pode criar a existência, e sim meramente descrevê-lo. O  Integralismo Linear se baseia no princípio de que: “ Deus é a medida de todas as coisas” e não a visão humanista dos gregos de que “ O Homem é a medida de todas as coisas”. Isso está claro na obra do Chefe Integralista Plínio Salgado.

                   No início do Sec XX, uma teoria física modificou o entendimento do Universo que o Homem tinha. Trata-se da Mecânica Quântica, uma teoria que descreve os fenômenos físicos não por um determinismo divino, mas por uma estatística humanista. O que é essa coisa complicada chamada Mecânica Quântica?? Do ponto de vista filosófico é  justamente essa tentativa de se relativizar os fenômenos físicos e químicos à observação humana ( o Humanismo). A Mecânica Quântica não responde à pergunta: O Que é de fato isso?? Para a Mecânica Quântica, tudo depende do observador, e o fato só pode existir de maneira probabilística. O exemplo mais claro disso é o chamado “ Gato de Schrödinger”, exemplo pensado pelo físico austríaco Erwin Schrödinger. Imagine que dentro de uma Caixa fechada existe um pote de veneno e uma fonte radioativa que pode emitir elétrons e esses elétrons ativarem um dispositivo que vai quebrar o pote de veneno e liberá-lo dentro da caixa. Imagine agora que um gato vivo foi colocado lá dentro e a caixa fechada. Depois de alguns minutos, o gato está vivo ou morto?? Para a Mecânica Quântica o gato está morto e vivo ao mesmo tempo, pois existe 50% de chance do veneno ser liberado e matá-lo e 50 % de chance do veneno não ser liberado. Portanto, tudo depende do observador ter certeza de que o gato está vivo ou o gato está morto( o observado não pode ter essa certeza se não olhar a caixa). Essa visão da Ciência nada mais é do que a busca do Homem afastar Deus de todas as coisas. Não podendo explicar a Unidade dos fatos ( que é Deus) a Ciência cria uma masturbação mental em que tudo depende do Homem que vai observar o fenômeno e não da linearidade de Deus e da existência.  Justamente sobre essa Unidade que falava o Chefe Integralista Plínio Salgado.

                   Precisamos abandonar imediatamente essa visão relativista dos fatos. Se isso não for feito, brevemente comer carne humana será normal, visto que depende da vontade de cada um. Pedofilia e aborto também, pois dependem da aceitação de quem permite tais práticas. A usura e a usurpação de dinheiro alheio também, e finalmente nunca saberemos se existe vida ou morte, ou adotaremos o princípio de que alguém é um Zumbi, pode estar vivo e morto ao mesmo tempo. Pelo menos Zumbis espirituais nós sabemos que existem.